Área Restrita - Somente para empresas associadas
SETPES - NotíciasHome > Noticias > Renovação de ar em ônibus é maior que em comércio >

Renovação de ar em ônibus é maior que em comércio

A renovação de ar dentro das carrocerias de ônibus é 63% maior do que o exigido em ambientes fechados, como supermercados, saguões de aeroportos e agências bancárias. É o que comprova estudo realizado pela Marcopolo, fabricante de carrocerias de ônibus, em parceria com a Universidade de Caxias do Sul, divulgado em maio deste ano.   

Os testes foram feitos considerando a renovação de ar por pessoa e os equipamentos de circulação dos veículos, que incluem ventiladores elétricos, alçapão de emergência, insufladores de ar e aparelho de ar condicionado. Os valores foram medidos em litros por segundo e as comparações pautadas nas recomendações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que exigem que os ambientes possuam uma taxa de renovação pelo menos 20 vezes maior que o volume interno útil do veículo, desconsiderando poltronas e outros componentes internos.  

Entre os ônibus usados como amostras da pesquisa, estão os Volare e os Sênior, utilizados para transporte urbano. Neles, a vazão por pessoa é de 23,7 litros por segundo, enquanto, por exemplo, em um Shopping Center, o valor exigido corresponde a 3,8 litros por segundo. “A renovação melhora a qualidade do ar interno e ajuda a reduzir a disseminação do novo Coronavírus. O estudo é importante para sanar algumas preocupações de profissionais e passageiros sobre a contaminação dentro dos veículos”, aponta o secretário-geral do Setpes, Jaime De Angeli 

O secretário-geral explica que, durante a pandemia, as empresas de ônibus do Espírito Santo passaram a adotar medidas de prevenção à disseminação da Covid-19. As ações incluem o uso obrigatório de máscaras por rodoviários e passageiros, a higienização reforçada dos veículos e orientações de distanciamento durante as viagens. “No transporte municipal, os passageiros devem ser transportados somente sentados, também afastamos colaboradores que fazem parte do grupo de risco para preservação da saúde dos rodoviários”, destaca.   

Ainda que a eficácia dos equipamentos renovadores de ar, quando utilizados da maneira correta, tenha sido comprovada, os cuidados devem ser mantidos durante os trajetos. “A descoberta não descarta o distanciamento, o uso de máscaras e a higienização dos veículos. São fatores que, aliados ao sistema dos veículos, diminuem o risco do contágio”, ressalta De Angeli



Rua Constante Sodré, 265 - Santa Lúcia - CEP: 29055-420 - Vitória - ES - SETPES
SAC: (27) 2125-7602 Email: sac@setpes.org.br © Copyright 2011. Todos os direitos reservados